TROVADOR DAS ALTEROSAS

PROSA E VERSO

Textos


Assistam a continuação da novela "Um trovador sem elas" no mulheres 02

 
MULHERES 0!



Mulher está muito escassa
Pelo menos para velhinho,
Eu dei uma volta na praça
Ganhei nem um sorrisinho.

Isto não está muito certo
Coitado do meu pingulim,
Já sei sou caboclo esperto
Faço uma mulher pra mim.

Liguei logo o meu cerebelo
Já prontinho para começar,
Mas onde arranjar modelo
Para copiar sem eu pagar?

Onde existe todo encanto
E não me cobre para posar,
Já sei, vai ser lá no Recanto,
Só tem mulheres bonitas lá.

Será que alguma vai querer
Os encantos me emprestar?
Dane-se, eu pego sem ela ver,
Sem mulher eu não vou ficar.




ATENÇÃO AMIGOS.

Coloquei aqui este comentário não autenticado, se alguém enteder me dê um alô, parece que a senhora em questão está zangada conosco, vampiro eu? Estranho, muito estranho, pesquisei o nome no Recanto, a única existente é uma moçambicana cuja data da última postagem é 2012, será que magoo~se, pode não ser né? Deixe ela. Por via das dúvidas vou bloquear este recurso.




12/02/2018 15:41 - Simone Conde [não autenticado*]

Sabe trovador de três em três meses dá pra vir aqui no Recanto das Letras Doar sangue pros Vampiros não morrerem de inanição.

Para o texto: 
MULHERES 01 (T6251962)







Mestre armengador de versos, rsrs só sei o pseudônimo então vai assim mesmo. Obrigado pelo carinho da interação valeu. Quer ver o rapa pé? Já esta aí embaixo.

108908-mini.jpg

12/02/2018 22:20 - 
Um Piauiense Armengador de Versos


Seu cabra das Alterosas
Não se faça de engraçado
Cuide lá do seu roçado
 Deixe cá Lena Lustosa.

Marido dela é o cão!
Anda armado até os dentes
 Pega ocê e seus repentes
 E faz bucha de canhão.

Quem avisa, amigo é
 Diz o verso popular
Não vou mais lhe avisar
 Quero ver o rapapé!


Para o texto: 
MULHERES 01 (T6251962)




Meu amigo Armengador 
Pode ficar sossegado,
Este velho Trovador 
Sabe ser bem comportado.

Sua musa estará salva
Não tem de fazer queixume,
Eu não vou bulir com ela
Já sabendo que tem ciúmes.

Eu vou fazer minha prenda
Mas não só de uma criatura,
Um pouco de cada uma
Pra fazer uma escultura..

Compadre, na rebordosa
Melhor você não ser afoito,
Na defesa d'uma bela rosa,
Marido usa trinta e oito.



 
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 12/02/2018
Alterado em 12/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras