TROVADOR DAS ALTEROSAS

PROSA E VERSO

Textos


Já leu discurso em verso?


ESTOU TRISTE



O pico da excentricidade demagógica
Advindo da insofismável ingenuidade
Vinda da hereditariedade psicológica
De alienígenas que viviam de felicidade.

Caía-se uma aliá, era o céu desabando,
Enquanto existisse carne haveria festa...
Após o banquete era alegria sobrando
Dividiam sorrindo a pobreza que resta.

Novo lar, aldeia de martírios e horrores,
Entristecem toda a beleza dos corações,
Cantam a saudade da terra dos amores
Até que o tempo estraçalha os grilhões.

Uma terra de maná agora deles também
Fartura de caça, de peixes, frutas e raízes,
Labuta? Não, vingar! Meu amo é ninguém.
Como os antepassados vamos ser felizes.

Vamos viver e festejar as tantas iguarias,
E pretensos deuses se rendem ao louco...
Misturam-se as cores se fundem etnias,
Trabalho não, festa sim, vivo com pouco.

Tempo levou grilhões, agora cobra caro,
Milhões de corpos belos, mas indolentes...
Vinte por cento de sangue azul, tão raro,
Oitenta por cento de párias indiferentes.

Votemos nestes deuses para ter o maná
Hoje flamengo e vasco, carnaval e favela...
Esta cultura sadia é o nosso belo B-A-BA,
Votemos de novo no pão com mortadela.

Os demagogos corruptos se locupletam
E os párias se rendem aos ídolos de ouro,
Tapa o sol com a peneira e se completam
Já estão costumados a apanhar no couro.

Enquanto acreditarmos neste papai Noel
E votarmos em ladrões para nos governar,
Seremos párias nesta pátria torre de babel
Elegendo os calhordas para nos escravizar.

Mínimo para cada filho deste solo brasileiro,
Seria a comida, educação, saúde e moradia.
Mas enquanto não mudarmos o país inteiro
Seremos párias por nossa burrice e covardia.

E qualquer cidadão que votar em candidatos
Ficha suja, metido em falcatruas e corrupção,
Não ama as crianças, os filhos e isto são fatos,
Pois o Brasil de amanha será da nova geração.





Valeu mestre Jacó, obrigado por estar na luta. Um abraço.



29785-mini.jpg
10/02/2018 08:58 - 
Jacó Filho


CASTELO DE AREIA

O mar de lama dissolve os alicerces
Ruindo do alto a pedra fundamental...
Quem olha em volta, ver o lamaçal...
A tragédia anunciada que ora, ferve,

Paradoxalmente planta esperanças...
Bolsa sobe, dólar cai, o sonho avança...
O estopim aceso provoca a debandada,
Lula foi o Rei, mas de coroa roubada...

Obs.: Vale lembrar que o Foro de São Paulo elegeu presidentesEm 16 países, incluindo a Dilma, e por enquanto só falaram em quatro,Faltam doze e as campanhas onde não conseguiu... Foi cerca de três trilhão de reais... Valor estimado só entre 2006 e 10014... (Reedição)

Para o texto: 
ESTOU TRISTE (T6249969)
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 10/02/2018
Alterado em 10/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras