TROVADOR DAS ALTEROSAS

PROSA E VERSO

Textos


"O GARIMPEIRO"


Escultura em madeira dos velhos tempos do Valdemiro Mendonça, "Miro".





TÔ FERRADO 03



Meritíssimo juiz, divórcio não...
Minha mulher veio com esta ladainha
Mas ela sabe que é a minha paixão,
Só que ela cismou com a tal vizinha.

Fique tranquilo senhor trovador
Ela nunca terá o divórcio que quer,
Até já a convenci do seu grande amor
Vá pra casa cuide da sua mulher.

Juiz muito grato por este favor
Não me agradeça senhor trovador,
Sou o vizinho marido da vizinha...

Se eu der o divórcio que ela quer
Você fica sem guarda da mulher,
Sozinho vai querer pegar a minha.





Pois não foi mestre? O Juizão ajeitou as coisas nem vou fazer o quatro obrigado.


29785-mini.jpg


10/02/2018 09:05 - 
Jacó Filho

Por ter a sabedoria,
O juiz fez o melhor.
Salvou seu amor maior,
E também sua alegria...

Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...

Para o texto: 
TÔ FERRADO 03 (T6249383)
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 09/02/2018
Alterado em 10/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras