TROVADOR DAS ALTEROSAS

PROSA E VERSO

Textos


CORDÉ MINERU.


Num dá pra levá na cueca
Liscópiro que carrega.

ACBDEGFH

Ô cumpade Gerardim,
Ocê iscutô o baruião,
Uai Miru iscuitei sim,
Um trem qui pareci avião?
Eu num vi asa na meleca,
Dinheiro que eli entrega
Num dá pra levá na cueca
Liscópiru qui carrega.

O trem passô bem pirtim
Foi pru riba du garpão,
Té sustô meu cachurrim
Pensô qué trem di ladrão.
Não, seu cachorru qué jeca,
De medu ele iscurrega,
Num dá pra levá na cueca
Licóspiru qui carrega.

Diz qui im Minas o Ecim
Tem um que parece barcu
Sei, pra carregá pozim...
Eli diz qui leva é tarcu.
Diz eli passa na buneca
No momentu queli pega,
Num dá pra levá na cueca
Liscopiru qui carrega.

Mas essi trem nunca pára,
Carrega é tarcu eli diz,
Um trem di passá na cara?
Não, essi passa é no nariz.
Usa muito nas discuteca,
Ondi toca moda brega.
Num dá pra levá na cueca
Liscópiru qui carrega.

Diz qui um tar de Lulina
Qui é fio dum tar di Luilão,
Tem um pra levá porpina
Num leva na mala não,
Eli diz qui é só uma merreca
Qui eli leva mas num pega,
Num dá pra levá na cueca
Liscópiru qui carrega.

Eli era tratadô di bicho
Essi tar di sô Lulina?
Eli dissi qui achô no lixo
Nus canu de gazulina.
Tumém ganhô na loteca
Na cara du juiz esfrega,
Num dá pra levá na cueca
Liscópiru qui carrega.

Óia Gerardu du ingem
Issu tá mar ixpricadu,
Cabra num vem qui num tem
Militár ta incucadu,
Vai pô ferru na buneca,
Lava jato dá isfrega...
Num dá pra levá na cueca
Liscópiru qui carrega.

Mas na ternet num é jogo
Tioria da cunspiraçãu?
Uai tem fumaça tem fogo
Não apagá vira fogãu.
Assa sapo e perereca,
Mordi tudu tem as regra,
Num dá pra levá na cueca
Liscópiru qui carrega.
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 04/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras