TROVADOR DAS ALTEROSAS

PROSA E VERSO

Textos


EU ESPERO.

Há se soubesses quanta falta me faz
E quanta saudade eu tenho penado,
Ai se dissesse quando eu terei paz
Quanta felicidade teria me dado.

Fostes embora, mas com a promessa,
De que voltarias pra ficar comigo,
Alma chora, a vontade tem a pressa,
Porque te queria sempre no meu abrigo.

Cortejo à noite e vejo o sol nascer
O vento é açoite a domar meu querer,
Porém acredito e não me entrego...

Lembrar-te não me deixa fenecer
Esperar-te diminui o meu sofrer,
E suaviza esta dor que eu carrego.
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 17/06/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras