TROVADOR DAS ALTEROSAS

PROSA E VERSO

Textos


INTERAÇÕES 23

12/06/2017 15:12

Poetas inventam amor
Só brincando de adivinha,
Deixa todo o seu calor
Impresso nas entrelinhas.

Para o texto: Como uma rosa n'areia &+ interações com a mestra Tereza de Sá Carneiro (T6022505)
De: Jacó Filho


12/06/2017 15:18

Seu caminho já é destino
Marcado nos rastros teus,
Foi doado desde menino
Pra encontra-se com Deus.

Para o texto: Meu caminho é quem sou &+ interações com a mestra Fernanda Xerez (T6023392)
De: Jacó Filho


12/06/2017 15:29

Dizem que poetas são loucos
É só inveja daquele,
Todo poeta tem um pouco
Da criança dentro dele.

Para o texto: A infância não se vai &+ interações com a mestra Favinho de Mel (T6024174)
De: Jacó Filho


12/06/2017 15:35

Trovar é felicidade
Ela sempre traz alegria,
Para curar uma saudade
Faça uma trova por dia.

Para o texto: Trovas (T6011535) Um abraço mestre.
Para o texto: Jesus é a luz do mundo &+ interações com a mestra Naty Esteves (T6025055)
De: Jacó Filho


12/06/2017 15:42

Nada mais hoje é iguaL
Aquele tempo de vergonha,
Não sei se pra bem ou mal
Já não se crê no natal
Quanto mais numa cegonha.

Para o texto: I N O C Ê N C I A ! (T6021663)
De: DILSON POETA




12/06/2017 15:50

Está nervoso porquê,
Não namora moça nova?
O poeta fez pra você
Então namore com a trova.

Para o texto: P E R S P I C A Z E S ! (T6024148)
De: DILSON POETA



12/06/2017 17:36

Hoje sábado está perto
Este arroubo é esperado,
O coração está aberto
Por ver quase chegado
Segunda feira por certo
É o dia dos namorados.

Para o texto: ESTE SÁBADO (T6023617)
De: Nativa



12/06/2017 18:03

Ás vezes
eu tento
 me lembrar,
Que palavras
de amor,
Temos sempre
de falar.

Para o texto: Um certo temor... (T6024877)
De: Teresa Sá Carneiro



13/06/2017 12:11

É matando as galinhas
Para agora criarem patos,
Vão acabar os políticos
E voltar o coronelato.

Para o texto: NÃO SEPULTO A PROVAS VIVAS (T6022898)
De: Miguel Jacó



3/06/2017 12:46

Uma matilha de cão zé
Caída no fundo do poço,
Comeram todo o filé
E ainda querem roer o osso

Para o texto: TEMOS UM NOVO SANSÃO (T6024254)
De: Miguel Jacó



13/06/2017 14:00

Nosso poeta Zé limeira
Mestre Jacó e Zé roberto,
O Zé limeira sem zoeira
Pegou seu caminho certo,
Jacó ainda faz a feira
Zé Roberto na esteira
Seguem o poeta esperto.

Sendo bom não se esquece
Zé Limeira foi batuta,
Até hoje ainda ele aquece
A cama da prostituta
Que lê o verso e apetece
Logo a pomba Gira desce
Ela faz uma bela labuta.

Bom Zé Roberto e Jacó
Terem lembrança certeira,
Os dois não estarão sós
Nesta lembrança fagueira,
Na poesia damos um nó
Sem deixar que vire pó
A aura de Zé Limeira.

E que Deus nos ilumine sempre. Um abraço mestre.

Para o texto: RECORDANDO ZÉ LIMEIRA &+ interações com o mestre Zé Roberto (T6026030)
De: Jacó Filho



13/06/2017 14:35

A ele apelam matrimônio
Não casa arrebita o faixo,
Pega o pobre são Antonio
Põe de cabeça pra baixo.

Para o texto: SANTO ANTONIO CASAMENTEIRO (T6026313)
De: Sonia de Fátima Machado Silva



13/06/2017 15:06

Amigo, um dia já eu li,
Nunca ele vai-se embora,
Se você é alegre ele ri
Se fica triste, ele chora.

Para o texto: AMIGO (T6025988)
De: Vantuilo Gonçalves

 
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 13/06/2017
Alterado em 13/06/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras