TROVADOR DAS ALTEROSAS

PROSA E VERSO

Áudios

AFINAÇÃO RIO ABAIXO
Data: 05/05/2017
Créditos:
VALDEMIRO MENDONÇA "TROVADOR DAS ALTEROSAS"
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



PARA OUVIR O ÁUDIO CLIQUE NO FINAL DO TEXTO


AFINAÇÃO RIO ABAIXO



Para tocar em Rio abaixo
A escola é do cramunhão,
Faça trato com o canoeiro
Que é dono desta afinação.

Pitando um cigarro de rolo
Bate à cinza e faz aleluia,
Numa sexta de lua grande,
Vá descendo o rio Urucuia.

A canoa desce sem remo
Vai onde quer navegar,
Você só pode ir no rumo
Que ela quiser lhe levar.

Onde que ela encostar
Na mata siga a picada,
Só pare quando chegar
No meio da encruzilhada.

Daí a pouco você escuta,
Som do pinho debulhado,
É o homem que está vindo
Judiando num ponteado.

Faz o trato com o tinhoso,
Ele diz que não te amola.
Ele lhe da uma fita preta,
Procê amarrar na viola.

Depois que o trato é feito
É difícil de desmanchar.
Deve seguir folia de reis
Até São Gonçalo lhe perdoar.

Viva São Gonçalo




Mestra Heloísa deixou este mimo obrigado poetisa valeu.



07/05/2017 21:02 - 
Heloísa Mamede

Lua grande no céu brilhando
Violão toca e o moço vem cantando
A mineira na janela se encantando
ouvindo o violão afinado

Lindo. Abraços mineiros

Para o áudio: 
AFINAÇÃO RIO ABAIXO (A21062767)
Enviado por Trovador das Alterosas em 05/05/2017

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras